Exposições

As exposições Nortear são realizadas anualmente, sobre um autor, setor ou área cultural, realizadas na Galiza e no Norte de Portugal e de grande interesse para os cidadãos da Eurorregião.
Estas exposições permitem um maior conhecimento das iniciativas culturais que são desenvolvidas na Eurorregião.
Estas exposições, quer pela sua qualidade e quer pelas temáticas relevantes para o território, achou-se por bem, serem apresentadas a todos os cidadão da Eurorregião. De salientar, ainda, que algumas destas exposições, já atravessaram o Atlântico e outras localidades da Galiza e do Norte de Portugal.

Exposição
Nortear Ilustrado

DATAS: 27 de dezembro de 2019 a 29 de fevereiro de 2020
LOCAL: Biblioteca pública de Pontevedra.

Mostra das obras produzidas no 1º Encontro  do Nortear ilustrado San Simón, dos ilustradoras da Galiza e do Norte de Portugal, onde se destacam o desenvolvimento de ilustrações alusivas aos aspetos reais da Ilha de San Simón.

Exposição
Calendário da Sé de Miranda do Douro

DATAS: 11 de outubro de 2019 . LOCAL: Museu da Terra de Miranda.
DATAS: 23 de dezembro de 2019 a 29 de fevereiro de 2020. LOCAL: Biblioteca de Ourense.

O Museu da Terra de Miranda e a Biblioteca de Ourense receberam a exposição dedicada ao “Calendário da Sé de Miranda do Douro”, conjunto de 12 pinturas sobre madeira, datadas de cerca de 1580.

De acordo com investigação recente, esta série surge agora atribuída ao pintor flamengo Pieter Balten (Antuérpia, 1527-1584), contemporâneo de Pieter Bruegel, o Velho.

“Os retratos dos Meses da Sé de Miranda do Douro: uma Rara Alegoria Pintada em Antuérpia por Pieter Balten”, título integral da exposição, constituem uma espécie de calendário com cerca de 440 anos, que foram mostrados ao público pela primeira vez.

O chamado “Calendário da Sé de Miranda do Douro” é um verdadeiro tesouro que, quase milagrosamente, chegou íntegro aos nossos dias e num notável estado de conservação.

Exposição
Bibliotecas em Espelho Norte de Portugal – Galiza. Uma viagem pelo livro e literatura através das edições fac-símiles

DATAS: 18 de janeiro a 2 de março de 2019. LOCAL: Biblioteca da Galicia, Santiago de Compostela
DATAS: 9 de março a 15 de abril de 2019. LOCAL: Casa das Artes, Oporto.

Trata-se de uma mostra de obras fac-similadas, produzidas por alguns dos maiores vultos da Literatura Portuguesa e Galega e representativas de grandes movimentos literários e culturais em ambas as regiões, desde o século XII, com origem no património literário comum da poesia galaico-portuguesa, até à atualidade.

Dos livros que se poderam ver na exposição é preciso destacar pela sua importância ou beleza os seguintes:

  • Na secção de códices, as Cantigas de Santa María, a Biblia Kennicott e o Códex Calixtino.
  • Na secção de livro galego moderno e contemporâneo, destacam as edições do Prerexurdimento e Rexurdimento, com primeiras edições de autores como Rosalía de Castro (Cantares Gallegos), Manuel Murguía (Los precursores), Eduardo Pondal (Queixumes dos pinos), Curros Enríquez (Ares da minha terra), etc, até um autor contemporâneo coma Carlos Casares (As laranjas mais laranjas de todas as laranjas).

-Entre os livros portugueses modernos e contemporâreos estão as primeiras edições de Camões (Os Lusíadas), Eça de Queiróz  (Os Maias), Fermando Pessoa (Mensagem), até a atualidade com manuscritos de José Saramago (Claraboia) e de Agustina Bessa Luís (Ter-nos guerreiros).

Exposição
Caminhos do Ferro e da Prata

DATAS: 12 de outubro a 29 de novembro de 2017. LOCAL: Igreja da Universidade de Santiago de Compostela.
DATAS:16 de dezembro de 2017 a 25 de fevereiro de 2018.LOCAL: Museu Municipal de Penafiel.

Inicialmente pensada como uma exposição temporária, “Caminhos do Ferro e da Prata” abriu ao público pela primeira vez, no Museu de Lamego, em outubro de 2013. O impacto inicial levou a vários pedidos de empréstimo, tornando-se rapidamente numa exposição itinerante. Em 2017, ano das comemorações do primeiro centenário do museu, não poderia ser mais oportuno fechar o ano com a exposição patente na Igreja da Universidade de Santiago de Compostela.

A coleção de fotografias, reunidas num álbum originalmente concebido para a apresentação pública das duas linhas ferroviárias, vai muito para além dos interesses específicos do transporte, por toda a informação que reúne ao nível da paisagem, da arquitetura, do traje ou dos costumes.

A beleza das imagens, o percurso ao longo do rio Douro, os aspetos históricos e etnográficos, o caráter da região e as tradições internacionais da zona demarcada fazem desta coleção fotográfica um conjunto único, tornado acessível ao grande público através da sua exposição e edição de respetivo catálogo.

Exposição
Libertas

DATAS: 12 de maio a 10 de junho de 2017.
LOCAL: Museu de Alberto Sampaio, em Guimarães.

As mordaças colocadas a escritores como Lorca, Ángel Cuadra, Liu Xiaobo, Méndez Ferrín, Jude Dibia, Susana Chávez e Orhan Pamuk serviram de inspiração para fazer um trabalho “que não deixasse ninguém indiferente” e que reivindicasse a liberdade da palavra. Para isso empregaram formatos incomuns: o grande formato (algumas montagens chegam aos três metros de altura), garrafas, madeiras, uma caixa que tem que se abrir.

Ao “Libertas” inicial associou-se um espaço expositivo dedicado a Miguel Torga, por iniciativa da Direção Regional de Cultura do Norte, aceite o desafio da Xunta da Galicia para que se integrasse um escritor da região Norte de Portugal.

Exposição
Santiago Cidade Ilustrada

DATAS: 27 de novembro de 2015 a 22 de janeiro de 2016.
Local: Mosteiro de Tibães, Braga.

Um projeto expositivo que pretende mostrar o papel que a cidade de Compostela foi adquirindo na literatura infantil e juvenil e a história ao longo dos últimos anos. Historicamente, Santiago é modelo para uma extensa produção artística: desde as estampas de Pier Maria Baldi até à obra de artistas contemporâneos como Jorge Martinho, Quintana Martelo ou Romero Masi; passando por obras de Camilo Díaz, Urbano Lugrís, Villafínez ou Maside.

A exposição inclui uma vasta seleção de desenhos originais que ilustram diferentes livros de literatura infantil e juvenil dos últimos anos, que tenta mostrar como Santiago continua a ser objeto de interpretação dos artistas, mas interagindo com duas formas narrativas de presente: a literatura infantil e juvenil e a história.

Exposição
8 Espaços para 7 Olhares

DATAS: 27 de novembro de 2015 a 20 de janeiro de 2016.
LOCAL: Casa da Parra, em Santiago de Compostela.

Exposição de Fotografia inserida no projeto “Rota das Catedrais do Norte de Portugal”, com propostas de Egídio Santos – Concatedral de Miranda do Douro; Inês d’Orey – Sé de Viana do Castelo; Luís Ferreira Alves – Sé Catedral do Porto; Paulo Alegria – Sé Catedral de Lamego; Paulo Pimenta – Sé Catedral de Braga; Pedro Lobo – Sé de Vila Real; Rita Burmester – Antiga Sé de Bragança e Sé Catedral de Bragança (nova).

https://nortear.gnpaect.eu/wp-content/uploads/2020/06/AEGNP_Logo.png
https://nortear.gnpaect.eu/wp-content/uploads/2020/07/Sin-título-5.png
https://nortear.gnpaect.eu/wp-content/uploads/2020/06/XUNTA_Logo.png

CONTACTO

Se precisar de mais informações, entre em contacto.

Agrupamento Europeo de Cooperación Territorial Galicia – Norte de Portugal

Rua Eduardo Cabello s/n (edificio CETMAR), Bouzas - 36208 Vigo (Pontevedra)-ESPAÑA

Consellería de Cultura, Educación y Universidad de la Xunta de Galicia

Edificios administrativos - San Caetano, s/n - 15781 Santiago de Compostela

Direção Regional de Cultura do Norte

Praceta da Carreira, 5000-560 Vila Real

CONECTAR

Redes sociais

Mantenha-se informado pelas nossas redes sociais de todas as novidades.